08 abril 2009

“transgressão”

misturo
na razão
(a vontade própria)
do desejo
da tua boca
no meu beijo.
você é
meu insulto
imediato
meu descaso
por acaso.
incessantemente
a versão
(e a transgressão)
do meu querer
insistente e nato.

{me absorve, me dissolve e mexe com a colher}

4 comentários:

Carlos Howes disse...

"misturo
na razão
(a vontade própria)"

È aquela que provoca abalos. E que nós tanto adoramos.

Òtimo escrito.

Laura Bourdiel disse...

Perfeito! que texto perfeito!

¡besitos!

F. Reoli disse...

Sensações para beber...

bruno dumont. disse...

esse texto me deixou com saudade...