19 maio 2009

_ .amores !

amores perdidos
partidos
sub nutridos.

amores com dores
rancores
sem valores.

amores vadios
vazios
tardios.

amores sem cor
com dor
seja como for.

amores errados
atravessados
desavisados.

amores rápidos
ávidos
cálidos.

amores cansados
amassados
vazados.

amores sem palavras
de caras amarradas
de pessoas afastadas.


{para Gabriel, meu eterno poeta sonhador em busca de seu amor}

4 comentários:

Tertuliano disse...

Eu só digo que, se fosse amor coisa boa, não tinham crucificado um sujeito, dizem por vontade popular e divina, justamente por pregá-lo tão insistentemente.

GMartinsS disse...

Sem palavras...
Nada poderá descrever minha gratidão...
Estou honrado!!
Obrigado minha amiga...
Minha doce poeta!!
Muito obrigado...
De coração!!

Amo-te!!!

RPA disse...

amores existe um tipo para cada momento, para cada pessoa...

Carlos Howes disse...

O mais bacana daqui é que há poemas de vários gêneros. Esse é bem abrangente e atinge a quase todos.