07 maio 2009

. desabafo .


eu nunca me protejo.
eu gosto de imaginar que você me ama.
eu nunca me guardo.
eu odeio a certeza de ter você ausente dos meus braços.
isso me faz te odiar.

2 comentários:

bruno dumont. disse...

o que a gente nunca sabe é que do amor pro ódio é um passo (errado).

GMartinsS disse...

tolo aquele q tem a graça de poder se refugiar no conforto dos teus braços e se aquecer no calor do teu peito... do teu beijo... da tua alma... e simplesmente nao percebe o quão agraciado és...

ou seriamos nós tolos?
tolos por amarmos demais e esperar reciprocidade??

fica a questão no ar...

e minhas parabenizações pelas palavras...
como sempre... minha poeta... minha amiga... meu amor... consegues um leve sorriso num coração tao triste...

parabens minha linda!!
amo-te