19 novembro 2009

abre aspas

.
.
.
.
.
.
se o telefone não tocar, sou eu!

4 comentários:

gabriela m. disse...

e nem posso dizer que vou deixar tocar...;

Thiago da Hora Souza disse...

Isso me faz lembrar que eu espero tantas ligações de algumas pessoas...

Tertuliano disse...

Odeio telefones. Eles não me chamam, especialmente quando eu quero que me chamem.

Jaya disse...

Eu li isso no dia em que foi postado. Anotei a frase. Sai mostrando pra todo mundo. Achei um absurdo. Linda. Foi um sentido que coube, e eu vesti.

Coisa tua. Coisa muito tua.

Quando eu for de palavras, outra vez, me inspirarei nisso. Em você.

Um beijo, P.