11 outubro 2010

severo blues

ninguém sabe, mãe.
está escuro e você não tem cura.

eu te amo.

mas o blues é severo: você não tem cura, mãe.
e você é meu amor sem cura. estou com você. para sempre.
estou com você no escuro no blues.

mãe...
estou.

chet... escute a voz, sempre.
escute mãe: eu te amo.

me escute e saia da sua camada de proteção e me ame.
porque eu te amo.
para sempre.

2 comentários:

Guilherme Augusto Codignolle Souza disse...

Amor materno é algo que não mede muros. Por mais que se proteja, levante muralhas ou bareiras, filhas e filhos sempre serão imunes a isso. Basta um momento de amor para isso...

Meu Blog a quem quiser visitar:

http://codignolle.blogspot.com

Meu Twitter a quem tiver:

http://twitter.com/guicodignolle

o/

Tertuliano disse...

O que eu posso dizer, flor?

Perderam-se todas as esperanças.