11 maio 2010

considerações nº 11

Era sempre sim
Bastava passar por aquele lugar
E logo seus olhos paravam.

Uma saudade violenta lhe inchava a alma
E não fossem os parados olhos
As lágrimas lhe tirariam a calma.

Um vai e vem de cenas
E, como no retrocesso de uma vida,
As batidas do coração iam se tornando mais amenas.

Os olhos já se moviam agora
Mas alguma coisa ainda espreitava por eles
Lá pra fora.

Voltou a caminhar
As pernas ainda bambas
E pensou que um dia
Também estaria naquele lugar.

2 comentários:

gabriela m. disse...

que fortes sejam essas pernas, se não como vai chegar nesse lugar?

Jaya Magalhães disse...

1. Antes fosse charme. Acho mesmo é que sou louca. Algum distúrbio, não sei. Sei que pausei novamente, lá. Haha.

2. Eu sei da verdade em tudo o que você disse sobre Larissa.

3. Ouvi a música do New Order e gosteizinhooooo. (:

4. Ando numa vibe mpbística. O dia todo, o tempo todo. Há tempos não era assim.

5. Sei lá porque eu disse isso ali em cima.

6. Eu fico feliz quando vejo no reader que você postou mais uma 'consideração'. Tu, em versos, muitas vezes sou eu. E é sempre, sempre tão certinho no meu momento errado.

7. Ah, eu não sei MESMO dar parabéns! Por isso tento escrever. Haha.

Aiai...

Todos os abraços, frô.